Vila dos Gamas
Visconde de Borba
Monte Velho
Rebelo Gouveia (Reserva)
Mouchão (Reserva)


Os vinhos tintos do Alentejo podem-se dividir em dois estilos fundamentais - os tintos jovens e os tintos de guarda. Os primeiros, muito aromáticos, com os aromas das uvas a saltar do copo, são muito redondos na boca, cheios e agradáveis, nunca deixando um consumidor indiferente. Contribui, para estas características, o clima quente, seco e com muito sol do Alentejo, que permite uma maturação plena das uvas. Outra das características muito interessante dos tintos alentejanos é a sua capacidade de evoluírem bem e rapidamente, com os compostos da madeira de carvalho, permitindo obter uma complexidade assinalável ao fim de pouco tempo e, por conseguinte, tornando-o bebíveis muito mais cedo do que os grandes tintos de outra regiões. De cor rubi definida ou granada, aromas frutados a frutos vermelhos, maduros, macios, quentes, ligeira adstringência, com corpo e equilibrados.

 
Ir para o topo